Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar é um diagnóstico psiquiátrico que gera muita dúvida entre as pessoas sobre o que o caracteriza. É comum ouvirmos alguns se referirem a outra como “bipolar” quando essa pessoa muda de opinião facilmente, ou tem reações intempestivas, por exemplo. Porém o transtorno bipolar é um quadro no qual a característica principal é uma mudança no padrão do humor, acompanhada de mudanças de comportamento.

Chamamos de “fases” esses períodos de oscilação para um padrão diferente do habitual, e essas fases podem ser: de mania, de hipomania e de depressão.

Imagem Transtorno Bipolar

Na mania observamos que o humor muda com relação ao habitual, ficando elevado (ou eufórico), expansivo ou irritável e existe nessa fase também um aumento anormal e persistente da energia ou da atividade dirigida a objetivos, ou seja, em geral se observa que a pessoa está mais agitada, inquieta, querendo fazer muitas coisas ao mesmo tempo, e sem se sentir cansada. Para ser considerada mania, esse quadro tem que persistir por ao menos uma semana, e vir acompanhado de pelo menos 3 outros sintomas (4 se o humor estiver irritável):

  • Autoestima inflada ou grandiosidade;
  • Redução da necessidade de sono (a pessoa se sente descansada com ou 4 horas de sono, por exemplo);
  • Fala mais que o habitual ou tem pressão por falar;
  • Apresenta fuga de ideias, ou tem a sensação subjetiva de que os pensamentos estão acelerados;
  • Facilidade para se distrair (estímulos desviam a atenção muito facilmente);
  • Aumento das atividades dirigidas a objetivos ou agitação psicomotora;
  • Envolvimento em atividades com grande potencial para consequências negativas, como compras excessivas, indiscrições sexuais, grandes gastos financeiros sem sentido.

Para ser considerada mania, toda essa alteração tem que ser grave o suficiente para causar prejuízo no funcionamento social ou profissional ou para precisar de hospitalização, ou tem que existir sintomas psicóticos.

Já na hipomania existe também essa alteração clara e persistente do humor, e os sintomas que podem acompanhar o quadro são os mesmos, mas eles podem aparecer em menor quantidade ou intensidade, e o quadro pode durar menos tempo (no mínimo 4 dias).

Além disso, no transtorno bipolar o indivíduo pode ter fases depressivas também, com as mesmas características do quadro depressivo unipolar, e que podem ser muito graves.

O paciente bipolar pode se sentir extremamente bem quando está em mania, ficando eufórico, alegre, entusiasmado, e se sentindo muito poderoso ou importante, o que faz com que a pessoa em geral não ache que precise de nenhuma ajuda. Na maioria das vezes a família ou pessoas próximas que notam a mudança e procuram ajuda por conta de comportamentos impulsivos ou inadequados. A diminuição da necessidade de sono e a fala excessiva também são fatores que chamam a atenção de quem está ao redor.

Estima-se que a prevalência em 12 meses do transtorno bipolar tipo 1 (o tipo que apresenta fases de mania mesmo) esteja em torno de 0,6%, sendo que não há diferença entre gêneros.

Apesar do prejuízo intenso que o quadro pode gerar, é possível que o paciente tenha uma boa estabilidade e qualidade de vida com a instituição de um tratamento adequado.

Imagem Doutora Maria Antonia

Dra. Maria Antonia Simões Rego

Psiquiatra | CRM 135063
RQE 46406

Olá, eu sou a Maria Antônia, médica formada em 2008 pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP.

Logo em 2009, iniciei a minha Residência Médica em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital da FMUSP, na qual permaneci até 2012.

quer entrar
Em contato?

Blog

Todo Comportamento Excessivo é uma Doença?

Todo Comportamento Excessivo é uma Doença?

Todo comportamento humano, inclusive os fisiológicos, como a necessidade de comer, pode virar uma patologia (um problema de saúde) quando feito de maneira excessiva.⠀⠀ O que isso quer dizer? Quer dizer que um comportamento normal pode virar um problema diante do...

ler mais
Como Incorporar Novos Hábitos Com Menos Dificuldade

Como Incorporar Novos Hábitos Com Menos Dificuldade

O “novo” quase sempre tem duas faces. Para alguns, o novo é algo fácil de ser aplicado. Mas para outras pessoas, o novo causa receio, dificuldade. E não podemos ignorar que, quando uma pessoa tenta começar um novo hábito em sua vida, e não consegue, ela fica...

ler mais
Transtornos Alimentares em Tempos de Pandemia

Transtornos Alimentares em Tempos de Pandemia

Instabilidade emocional, incertezas, solidão, falta de controle e outras emoções desgastantes, infelizmente, já conhecidas por algumas pessoas, porém, com a pandemia tudo se intensificou. Só que, para algumas, todos esses sentimentos são refletidos na alimentação....

ler mais
Open chat